Porque hoje é um Sábado triste, Manuel Bandeira

Uma noticia no fim do dia de ontem me lembrou como a vida pode ser profundamente injusta. Pessoas boas sofrem tragédias inacreditáveis. Perdas incuráveis. Dores imensuráveis. A dor não é minha, mas de alguém próximo por quem tenho enorme carinho. Os detalhes não importam (poucas coisas são tão íntimas quanto a dor), mas o fato … Mais Porque hoje é um Sábado triste, Manuel Bandeira

Porque hoje é Sábado – Manuel Bandeira

Vez ou outra, a vida nos confronta com um “full circle”. E sempre que acontece, é interessante notar o efeito do tempo sobre algo que, outrora, nos era familiar. Digo isso porque, depois de oito anos (e muitas mudanças de vida e de endereços) voltei a morar no prédio onde cresci. Ainda escreverei mais sobre … Mais Porque hoje é Sábado – Manuel Bandeira

Porque hoje é Sábado – Manuel Bandeira e A Cinza das Horas

Fazer o Porque hoje é Sábado dá um certo trabalho. Não gosto de simplesmente “jogar” um poema, mesmo que seja um velho conhecido (meu e/ou dos meus cinco leitores). Com isso, acabo lendo uma boa quantidade de poesia, muitas das vezes livros inteiros para escolher o texto do Sábado. Não justifica a demora em postar, … Mais Porque hoje é Sábado – Manuel Bandeira e A Cinza das Horas