Porque hoje é Sábado – Poetas contemporâneas

Desde o início, tenho postado poetas tradicionais no Porque hoje é Sábado. Definitivamente não é algo pensado. Apenas aconteceu. Hoje, no entanto, resolvi mudar um pouco e postar poesia brasileira contemporânea. Aproveito que hoje seria aniversário de Ana Cristina Cesar, uma das mais importantes poetas contemporâneas, para uma homenagem. Antes, no entanto, uma história pessoal: … Mais Porque hoje é Sábado – Poetas contemporâneas

Porque hoje é Sábado – Nicolás Guillén

 Quando estive em Cuba, uma das minhas maiores surpresas foi a pouca variedade de livros disponíveis nas livrarias de Havana. Sempre gosto de visitar as livrarias das cidades que conheço e raramente volto sem alguns (muitos) livros. Pois bem, os acervos das livrarias que visitei em Havana eram limitados a uns poucos clássicos da literatura, … Mais Porque hoje é Sábado – Nicolás Guillén

Porque hoje é Sábado – Jorge Luis Borges

Com a polêmica do adiamento da concessão do Prêmio Nobel de Literatura de 2018 por conta de um escândalo sexual envolvendo membros da Academia Sueca, me peguei pensando nos autores já agraciados com o prêmio. Quem acompanha o Nobel de Literatura sabe que nem sempre os autores premiados são relevantes e suas obras memoráveis. Muitas … Mais Porque hoje é Sábado – Jorge Luis Borges

Porque hoje é um Sábado triste, Manuel Bandeira

Uma noticia no fim do dia de ontem me lembrou como a vida pode ser profundamente injusta. Pessoas boas sofrem tragédias inacreditáveis. Perdas incuráveis. Dores imensuráveis. A dor não é minha, mas de alguém próximo por quem tenho enorme carinho. Os detalhes não importam (poucas coisas são tão íntimas quanto a dor), mas o fato … Mais Porque hoje é um Sábado triste, Manuel Bandeira

Porque hoje é Sábado – Fernando Pessoa

Na toada das minhas leituras portuguesas, o Porque Hoje é Sábado tinha de ser com um poeta português. A minha primeira ideia foi postar a abertura dos Lusíadas, num claro arco com a resenha de Conquistadores. Mas fato é que Fernando Pessoa não me saía da cabeça. O seu Portugal fantástico, mítico e saudoso descreve … Mais Porque hoje é Sábado – Fernando Pessoa

Porque hoje é Sábado – Manuel Bandeira

Vez ou outra, a vida nos confronta com um “full circle”. E sempre que acontece, é interessante notar o efeito do tempo sobre algo que, outrora, nos era familiar. Digo isso porque, depois de oito anos (e muitas mudanças de vida e de endereços) voltei a morar no prédio onde cresci. Ainda escreverei mais sobre … Mais Porque hoje é Sábado – Manuel Bandeira

Porque hoje é Sábado (de Carnaval) – Vinícius de Moraes

No Sábado de Carnaval, não existe melhor escolha do que o Poetinha. Confesso que a poesia de Vinícius (e por poesia me refiro àquela “formal”, editada em livros e não às letras de músicas) foi um gosto adquirido. Quando era mais novo não conseguia ver a qualidade de sua obra (e, igual a todos, conheci … Mais Porque hoje é Sábado (de Carnaval) – Vinícius de Moraes

Porque hoje é Sábado – Vaya con Dios, don Nicanor

Muitas vezes, o urgente nos toma tempo do importante. Começo com uma constatação um tanto clichê porque, nas últimas semanas, consumido pelas urgências do tempo e do trabalho, deixei passar algo muito importante. No dia 23 de janeiro morreu, aos cento e três anos, o poeta chileno Nicanor Parra. Figura pouco conhecida no Brasil (sua … Mais Porque hoje é Sábado – Vaya con Dios, don Nicanor

Porque hoje é Sábado – Hopewell Seyaseya

Na semana em que Robert Mugabe sofreu um golpe (ou tentativa?) de golpe de Estado, me peguei pensando algumas vezes sobre os destinos do Zimbabwe. Reconheço, com certa vergonha, uma ignorância enciclopédica sobre o continente africano, mas, sobre o Zimbabwe tenho algum conhecimento por motivos curiosos. Para explicar, uma historieta. Em 1986 Paul Simon gravou … Mais Porque hoje é Sábado – Hopewell Seyaseya